Inscrições do Sisu, segundo semestre 2016, chegam a quase 500 mil

Sisu-enemO número de inscritos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), segundo semestre de 2016, chegou a 482.111 às 18h desta terça-feira (31). Como cada estudante pode fazer duas opções de curso, as inscrições somaram 931.040.

 

Nesta edição, o Sisu oferece 56.422 vagas em 65 instituições públicas de educação superior. Para participar, é preciso ter feito o Enem de 2015 e não ter tirado zero na redação. As inscrições devem ser feitas exclusivamente na página do Sisu na internet.

 

 

O resultado será divulgado na segunda-feira (6). Os convocados poderão fazer as matrículas nos dias 10, 13 e 14 de junho.
Segue ligue no cronograma para não perder nenhuma data:

Cronograma do Sisu 2016/2

30/05 a 02/06 – Período de inscrições

06/06 – Resultado da chamada regular

06/06 a 17/06 – Prazo para participar da Lista de Espera

10/06 a 14/06 – Matrícula da chamada regular

A partir de 23/06 – Convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições

Candidatos ainda aguardam o espelho da Redação do Enem 2015

espelho redação enem

A inscrição do Enem 2016 já se encerrou e os estudantes ainda aguardam o espelho da Redação do Enem 2015. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ainda não há previsões para divulgação do documento.

 

Na época, estudantes relataram nas redes sociais de que conseguiam fazer o login na página do participante, mas não tiveram acesso ao espelho da redação. O problema é que, desde que as inscrições para o Enem 2016 começaram, em 9 de maio, os candidatos não têm mais acesso à página do participante do Enem 2015.

 

Em dezembro de 2015, a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal decidiu que o Inep deveria disponibilizar o acesso ao espelho da redação junto com a nota individual do participante. A decisão foi considerada válida para todo o território nacional e foi acolhida a partir de recurso do Ministério Público Federal (MPF).

 

Porém, em janeiro deste ano, de acordo com a assessoria de imprensa do TRF4, o processo em questão ainda não tinha sido concluído e ainda cabia recurso. O Inep teria sido notificado e teria até 15 de fevereiro para se manifestar. Como o resultado do Enem 2015 saiu em 8 de janeiro e, nesse dia, deveriam sair as notas das provas objetivas e da redação, o espelho da redação não foi divulgado.

 

 

Como funciona a correção da Redação do Enem?

A nota da redação vale de zero a 200 pontos e são avaliadas por dois corretores. Caso a diferença entre as notas dos dois seja maior que 100 pontos na soma total das competências ou maior do que 80 pontos em uma ou mais competências, um terceiro corretor fica encarregado de dar a nota.

Se, mesmo assim, não houver concordância na nota, a redação é encaminhada para uma banca especial, formada por três membros e presidida por um doutor, que atribui a nota final.

 

No Enem 2015, o tema da redação foi “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”, que teve grande aceitação dos participantes, segundo o ministro da educação, Aloizio Mercadante. Foram corrigidos mais de 5,5 milhões de textos, porém, de acordo com o Inep, apenas 104 candidatos atingiram pontuação máxima (1000). Em 2014, 250 tiraram essa nota.

Programas relacionados ao Enem serão mantidos, diz Ministro da Educação

enem 2016

De acordo com dados do MEC, 9.276.328 candidatos se inscreveram para fazer a prova do Enem 2016, em relação ao ano passado, houve um aumento de 9,42% no número de inscritos.

 

Devido ao crescimento, o atual ministro da educação, Mendonça Filho, informou que não haverá cortes no orçamento para realização das provas em novembro.

 

“Temos as condições orçamentárias e financeiras já garantidas para que sejam preservados o Enem e todos os demais programas, como o Fies, o ProUni e o Pronatec“, afirmou.

 

A inscrição tem o valor de R$ 68 e o pagamento deverá ser efetuado até amanhã (25), às 21h59. O número de candidatos é o segundo maior desde 2011, ficando atrás apenas da edição de 2014, quando foram registrados 9,4 milhões de inscritos. No ano passado, o exame recebeu 8,4 milhões de inscrições.

 

Segundo os dados divulgados, as mulheres são a maioria dos participantes (57,37%). O Estado com mais inscrições é São Paulo (1,5 milhão), seguido de Minas Gerais (1 milhão), Bahia (703 mil), Rio (606 mil), Ceará (537 mil), Pará (471 mil) e Pernambuco (469 mil). Ao todo, 53% dos concorrentes pediram isenção de pagamento, argumentando falta de condições financeiras.

 

Atualmente, o ministro avalia formas de evitar aumento de preços na realização do Enem, que custou, em 2015, R$ 405 milhões. Uma delas é terceirizar o controle do Enem.

 

Mendonça ainda informou que o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abrirão vagas a partir de junho. Após uma análise dos recursos do ministério, a equipe técnica avaliou que há condições de manter a ampliação de vagas dos programas.

Enem 2016: Candidatos tem até quarta-feira para pagar a taxa de inscrição

edital-enem-2016

As inscrições para o Enem 2016 acabaram na última sexta-feira e registrou 8.222.491 de inscritos, pouco menos do total de inscritos (8.478.096), de acordo com os dados do Inep.

 

Agora, os candidatos devem pagar a taxa de inscrição (R$ 68) até quarta-feira (25), salvo aqueles que possuem o direito de isenção.

 

Ainda hoje, o órgão deve realizar uma coletiva de imprensa para apresentar o balanço final. Vale lembrar que o número total de candidatos só é confirmado depois do dia 25, quando termina o prazo para pagamento da taxa. Ano passado, do total de inscritos 5,7 milhões de candidatos fizeram a prova.

 

O valor, que até o ano passado só podia ser pago em agências do Banco do Brasil, agora pode ser feito em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios.

Principais dúvidas sobre as inscrições do Enem 2016

duvida-computador

Segundo o Ministério da Educação, as inscrições do Enem 2016 já somam mais de 2 milhões de inscrições. Para quem ainda não se inscreveu, basta acessar o portal do Inep e preencher o cadastro. A taxa de inscrição é de R$ 68 e o prazo vai até a sexta-feira da próxima semana, dia 20 de maio.

 

Por conta disso, alguns estudantes ainda possuem algumas dúvidas sobre as inscrições do Enem. Confira, logo abaixo, as repostas para as principais:

 

1 – Posso mudar as informações depois de realizar a inscrição?

De acordo com o site do Inep, é possível corrigir qualquer informação, porém, não é permitido alterar as respostas do questionário socioeconômico nem os dados de conclusão do ensino médio.

Mas o sistema permite modificar informações pessoais, local de prova, senha ou tipo de atendimento. Portanto, é aconselhável prestar atenção ao preencher o questionário e os dados sobre o seu ensino médio.

 

2 – Como posso conseguir a isenção da taxa?

Segundo o Inep, a isenção da taxa de inscrição é para o estudante que concluir o 3º ano do ensino médio, este ano, em escola pública. Também há isenção para o candidato que declarar carência. Tenha em mente que o Inep pode, a qualquer tempo, pedir ao estudantes comprovação de carência, com apresentação de documentos listados no edital.

 

3 – Como é feita a isenção da taxa de inscrição?

A confirmação da isenção de taxa e da declaração de carência é automática, ou seja, sai na mesma hora. Apenas os participantes que pagam a Guia de Recolhimento da União (GRU) têm a inscrição confirmada cinco dias após o pagamento.

 

 

Em casos dúvidas, o MEC tem à disposição a Central de Atendimento do Inep: 0800-616161 (ligação gratuita).

 

Por que devo fazer a prova do Enem? Confira aqui as respostas.