“Enem é mais importante que Pokémon GO”, diz MEC

smartphones-jovens

 

Nesta quarta-feira, o MEC (Ministério da Educação) usou seu perfil no Facebook para mandar um recado para os estudantes de todo o Brasil que vão prestar o Enem 2016.

“O Ministério da Educação Adverte: O Enem é mais importante que Pokémon Go”, diz a publicação.

Veja abaixo:

pokemon go estudar

‘Enem é mais importante que Pokémon’, alerta MEC

(Foto: Reprodução/Facebook)

 

Além da imagem, o Ministério afirmou na postagem que é mais importante capturar conhecimento.

 

Faltam cerca de três meses para as provas, que serão aplicadas em 5 e 6 de novembro. O Enem é o principal acesso para as universidades públicas brasileiras. Também serve de seleção para programas do governo como o Prouni, que oferece bolsas para instituições particulares e o Fies, que disponibiliza financiamento com juros baixos a alunos carentes. No ano passado, 5,8 milhões de candidatos fizeram o exame.

 

Pokémon Go

O jogo para celular se tornou febre mundial e pode ser baixado gratuitamente em smartphones. O aplicativo utiliza realidade aumentada e GPS para levar os monstrinhos para o mundo real. A dinâmica é mais ou menos a mesma dos outros jogos da série: caçar, capturar e treinar todos os 151 Pokémons.

 

E você? Acha que é possível estudar e jogar ao mesmo tempo?

6 Dicas para manter a organização nos seus estudos

organização estudos

O ano de vestibular e prova do Enem costuma ser muito agitado na vida dos estudantes. Afinal, é um momento decisivo que irá decidir o futuro profissional de muitos jovens. Entre atividades, provas, resultados, estudos e apostilas, há uma avalanche de conteúdo.

Por isso é muito importante ser organizado com seu material de estudo e também com o tempo disponível. Pensando nisso, separamos aqui algumas dicas para manter a organização nos estudos:

 

1 – Calendário

Em primeiro lugar, você deve organizar seu calendário de estudos. Nele, você deve anotar todas as datas importantes, incluindo, seus compromissos e prazos. Inclua todas as suas atividades e horários. Vale deixar espaços para lembretes e anotações, pois, dessa forma, você pode inserir e remover informações conforme a necessidade.

 

2 – Agenda

Agora que você já organizou seus dias no calendário, está na hora de organizar seus horários. Nada melhor que manter uma agenda bem organizada para se programar. Com uma agenda, fica fácil anotar e classificar as atividades, além de criar listas, lembretes, anotações, datas de provas, etc.

Se você for do tipo mais moderno, pode usar a própria agenda do celular ou o tablet. Mas, se ainda gosta de fazer as coisas à moda antiga, pode usar a boa e velha agenda de papel.

 

3 – Seja Realista

Tenha em mente quais são as suas prioridades esse ano e procure colocar em sua agenda as atividades que é capaz de cumprir.

Ou seja, estipule horários de estudos que poderá cumprir. Não se sobrecarregue demais, pois isso pode comprometer seus estudos.

 

Determine quantas sessões de estudo você precisará e agende-as no seu calendário. Só então encaixe as atividades extras, levando em conta o tempo que leva para mudar de uma para outra.

 

4 – Separando as disciplinas

Depois de organizar as disciplinas, veja quais são os assuntos que você tem mais dificuldade e comece seus estudos por elas. Dessa forma, terá mais disposição e tempo para sanar todas as dúvidas. Guarde os assuntos que possui mais afinidade para o final, o que dificulta a procrastinação depois de meses de estudo.

 

5 – Anote tudo

Não confie 100% em sua memória. Por mais boa que ela seja, sempre corremos o risco de esquecer alguma coisa. Anote tudo, mas faça isso de uma força organizada.

Deixando tudo anotado, você deixa a “cabeça limpa” para se concentrar nos estudos, nas aulas e nos exercícios.

Faça também uma lista principal com tudo que tem que cumprir e transfira aos poucos para sua lista de tarefas diárias, riscando na lista principal o que já foi realizado.

 

6 – Cuidado com atrasos

Um simples atraso logo pela manhã pode comprometer todo o seu dia. Isso pode acontecer quando temos um horário certo para dormir. Para ter certeza de que não irá se atrasar, deixe o despertador longe da cama, assim você é obrigado a se levantar para desligá-lo.

Crie hábitos antes de dormir, como deixar seu material e roupa organizados para o dia seguinte.

5 Dicas para você iniciar sua rotina de estudos

rotina-estudosNão tem jeito, para tirar uma boa nota no Enem e Provas de Vestibulares, é necessário incorporar os estudos em sua rotina. Afinal, o conhecimento é como uma casa, deve ser construída aos poucos, tijolo por tijolo. Estudar é um hábito que pode ser muito agradável, acontece que temos que saber como estudar e como tornar a atividade prazerosa.

Por isso é muito importante começar uma rotina de estudos, e essas dicas vão te ajudar a dar o primeiro passo para começar agora mesmo!

 

1 – Use a criatividade

Muitas vezes, não temos o costume de estudar, porque não identificamos um método prazeroso e eficiente. Tente diferentes ambientes e formas de estudos. Se você estuda em casa, por exemplo, veja qual o cômodo que se sente mais à vontade e adapte formas diferentes até encontrar uma forma ideal para você.

 

2 – Motivação

Quando você estuda desmotivado, você não aprende nada, é a mesma coisa que não estudar. Por isso, não encare essa atividade como obrigação, mas algo que irá te tornar uma pessoa mais interessante e inteligente. Além disso, você está dando os primeiros passos em busca de um sonho.

Trace suas metas e objetivos. Anote em um papel, deixe bem visível e tenha sempre foco.

 

3 – Horário

Para criar uma boa rotina de estudos, você também precisa decidir o horário. É muito importante estipular qual os dias e horários irá estudar. Quando você estuda em horários diferentes a cada dia, seu corpo não irá se adaptar à rotina.

Acontece que nosso corpo e, principalmente, o cérebro precisa se acostumar com uma atividade em certo horário. Portanto, veja qual é o horário que se sente mais disposto e produtivo.

 

4 – Não desista

Muitos estudantes deixam seus objetivos de lado e caem em tentações como dormir, sair com os amigos ou a famosa procrastinação. Lembre-se que você ainda pode fazer tudo isso, mas faça sem culpa!

É muito melhor você obedecer o seu planejamento ao invés de se culpar. Você perceberá que suas atividades se tornarão muito mais prazerosas quando tiver aquela sensação de dever cumprido.

 

5 – Não se esforce demais

Você está criando uma rotina de estudos justamente para não ter que se sobrecarregar. Ou seja, estudando um pouco todo dia, terá tempo suficiente para aprender todo conteúdo sem ter que comprometer outras atividades e seu descanso.

É aconselhável estudar, no máximo, 40 minutos corridos. Depois, faça uma pausa de 10 a 15 minutos. Neste tempo, coma alguma coisa, escute uma música, dê uma volta e volte aos estudos.

 

Com disciplina e moderação, você poderá realizar todas as atividades que gosta, estudar sem pressa e de uma forma muito mais saudável.

Termina essa semana as inscrições para o Enem 2016

estudantes-computador2

Se você ainda não fez sua inscrição para o Enem 2016, vale lembrar que essa é a última semana. Os candidatos posem se inscrever até as 9h45 desta sexta-feira (20), até o momento, de acordo com o Inep, mais de 3 milhões de inscrições foram efetuadas.

 

As inscrições podem ser feitas pelo site do Enem (http://enem.inep.gov.br) Basta ter em mãos o RG e o CPF – menores de idade que ainda não tiverem os documentos precisarão providenciá-los. Também será obrigatório informar um endereço de e-mail e um celular, o município onde farão a prova e a língua estrangeira do teste de Linguagens (inglês ou espanhol).

 

No início das inscrições os estudantes reclamaram, nas redes sociais, de problemas no site do Inep. Além de lentidão no sistema, outra reclamação foi um aviso equivocado sobre faltas na edição do ano passado.

 

Outra reclamação foi a respeito da taxa de inscrição, que subiu de R$ 63 para R$ 68. Quem irá concluir o ensino médio em 2016 e estiver matriculado na rede pública terá direito à isenção automática da taxa de inscrição.

 

Quando serão as provas do Enem 2016?

Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia (sábado), o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. Já, no domingo, o exame terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Conheça 7 alimentos que vão turbinar seus estudos

comidasaudavel

Muitos estudantes não sabem, mas a alimentação influencia no seu rendimento escolar. Acontece que, funções cerebrais responsáveis pela memória, concentração e raciocínio são melhor realizadas quando estamos bem nutridos. Em outras palavras, precisamos ingerir alimentos que tenham vitaminas e minerais que garantam o bom funcionamento do nosso organismo.

 

Uma boa forma para turbinar seus estudos é analisar seus hábitos alimentares e introduzir alguns alimentos saudáveis. Abaixo vamos listar quais são os alimentos que você precisa consumir para estudar melhor. Confira:

 

1 – Carboidratos complexos

Os carboidratos transformam-se em açúcar e são responsáveis pelo fornecimento de energia ao organismo.

Mas cuidado! Existem carboidratos pobres que são como uma bomba energética, ou seja, eles te dão uma explosão de energia, porém, logo te deixam sonolento. Esse tipo de carboidrato pode ser encontrado em pães brancos ou massas.

 

Opte pelos carboidratos ricos em fibras, como arroz integral, pães integrais, quinoa, aveia e cereais em geral.

 

2 – Proteínas

Como a digestão das proteínas é mais lenta, te dará uma sensação de saciamento por mais tempo o que ajudará na concentração, pois a fome é um dos motivos que fazem os estudantes interromperem suas atividades. Invista em alimentos como nozes, sementes, legumes, ovos, carnes, iogurtes e tofu.

 

3 – Zinco

Ele atua diretamente na atividade dos neurônios, protegendo-os dos radicais livres e preservando suas membranas, o que melhora a troca de informações entre eles e colabora com a memória e a concentração. O zinco é um mineral encontrado em carnes vermelhas, laticínios, ovos, fígado, caranguejo e ostras.

 

4 – Ferro

O ferro é responsável por carregar oxigênio para os tecidos do corpo e também para o cérebro. A falta de ferro no organismo resultará na perda de memória, fadiga, apatia, falta de concentração e outros problemas similares.

 

Ele pode ser encontrado em carnes vermelhas, no fígado, aves, peixes e mariscos. Nos vegetais, eles são encontrados nas folhas de cor escura, como couve e agrião e nos legumes como feijões, lentilha, ervilha e grão-de-bico.

 

5 – Ômega 3

Favorece a comunicação entre os neurônios e, assim, melhora a concentração, a memória e o aprendizado em geral. Pode ser encontrado em peixes de água salgada como sardinha, arenque e cavala, além das sementes.

 

6 – Café

Você é do tipo que adora um cafezinho? Aqui vai uma boa notícia:

Segundo pesquisas, a ingestão moderada do café combate a fadiga mental e ativa o sistema de alerta. Também pode ser substituído por chá preto e verde. Mas lembre-se: nada de exageros.

 

7 – Chocolate

O chocolate puro contém vários estimulantes naturais que ajudam e aumentar a concentração e incentivam a produção de endorfinas, promovendo o bom humor. Neste caso, o chocolate preto (aquele com mais cacau) é o mais indicado.